Cientistas usam StarCraft II para provar que envelhecer é assustador

Ficar velho não é fácil. O chocolate fica mais amargo, as ressacas são mais brutais, a música pop fica cada vez pior. E, é claro, os games ficam mais difíceis.

Esse último ponto pode ser senso comum para qualquer um acima de 25 anos que descobriu da pior forma possível que passar horas jogando Grand Theft Auto V ou Flappy Bird já não é mais tão fácil quanto antigamente. Mas um grupo de pesquisadores da Universidade Simon Fraser, no Canadá, resolveu testar essa teoria ao monitorar jogadores de StarCraft, um dos games mais frenéticos que conhecemos.

Os resultados da pesquisa, publicados nesta semana no PLOS One, sugerem que a cognição começa a cair aos 24 anos. Veja abaixo a descrição deste jogador de 39 anos que participou da pesquisa:

“Um jogador típico de 39 anos, igual em todos os outros aspectos a um adversário de 24 anos, é cerca de 150 milissegundos mais lento na reação entre observação/ação, o que causa uma defasagem de 30 segundos ao longo de uma partida de 15 minutos em relação ao adversário”.

Obviamente, jogadores mais velhos podem ter outras vantagens, como a experiência. Mas a pesquisa ajuda a lançar luz sobre os motivos pelos quais as principais competições são dominadas por jogadores mais jovens.

E-Sport revela a idade do seu cérebro [Motherboard, em inglês]

Via Kotaku


Passa o Controle