Torneio de LOL tenta barrar jogadoras LGBT alegando terem superpoderes

Iron Solari League um torneio de League of Legends voltado somente para pessoas do sexo feminino, tentou restringir o número de participantes LGBT por equipe. A justificativa para tal restrição é que afirmavam que estas jogadoras possuem alguns tipos de vantagem nos vídeo games. Não é preciso dizer que a treta plantada foi grande.

Segue trechos das regras polêmicas do evento:

“Para este próximo torneio, queremos experimentar algumas mudanças que pretendemos colocar em prática em relação participantes do Iron Solari. Isto está relacionado ao debate aberto se os membros Gays, Lésbicas ou Transexuais mulheres, particularmente as mulheres homossexuais e transexuais, serão autorizados a participar.“

“Em cada evento que organizamos, queremos assegurar que temos um ambiente inclusivo em que ninguém se sente deixado de fora e todos se divertem. Neste ângulo, acreditamos que permitir que mais pessoas se juntem é obviamente à resposta certa, e como muitas das equipes femininas apontaram, as mulheres LGBT também são suas amigas. Por outro lado, para qualquer competição, analisamos seriamente se existe um equilíbrio justo entre todos os participantes. Existem argumentos e preocupações de outros participantes que disputam de que membros LGBT podem ter alguma vantagem.”

Usando este argumento que posso dizer pífio, os organizadores do torneio queriam limitar a apenas um participante LGBT por equipe, o que vai totalmente contra as regras. Ou seja, para os organizadores as preferências sexuais das pessoas lhe dão “superpoderes” e “habilidades”, que o tornam seres humanos superiores para competir em torneios.

A Riot Games, se meteu no assunto dando uma declaração simples e direta no Twitter que diz:

Jogadores LGBT são bem vindos em torneios oficiais de LoL. Estamos trabalhando com parceiros para garantir a coerência com os nossos valores em todas as regiões.”.

Com esta declaração impediram que as regras continuassem em vigor e os organizadores do torneio removeram por completo as restrições.

Quando a frase “The has been planted” apareceu na internet, caiu como uma luva para tudo, inclusive para o mundo dos vídeos games.

E o você o que acha disso?


  • Longe de ter superpoderes mas o que talvez possa a vir acontecer é algum jogador vim com o papinho de looser de que deixou ganhar porque era uma mulher

    • Mas o torneio era só pra meninas Daniel. Só falta dizer que são as Meninas Superpoderosas rsrsrss.

      Valeu a participação!

  • Isso nao acabaou por ae, isso vai da r uma treta maligna ahhauauauhauhau

    • Rapaz se essa moda pega de proibir pessoas por cor, credo, opção sexual os games estão ferrados. Vai ser o apocalipse se proibirem os gordos, ai eu entro na briga rsrsrsrsrrs

      Grande abraço e valeu a participação nos comentários!

  • Pingback: Organizadores tentam barrar LGBT em torneio de LoL * JessNow()

Passa o Controle